Lares luminosos e alegres

Disponível em estoque para envio imediato

Seja o primeiro a avaliar este produto

Nesta obra, o filósofo Tomás Melendo trata de temas fundamentais para a família – o amor entre os esposos, a relação destes entre si e com os filhos, a importância do lar como ponto de apoio para todos os membros da família –, tendo como referência não apenas o que o Fundador do Opus Dei escreveu, mas também e sobretudo o que ele viveu.

De: R$ 40,00

Por: R$ 36,00

Ou até: 6x de R$ 6,00

ou R$ 36,00 à vista

Lares luminosos e alegres

Click on above image to view full picture

Índice

 

Introdução 


1. O amor de São Josemaria, divino e humano ao mesmo tempo 

2. São Josemaria e o casamento 

Primeira tarefa dos esposos: cultivar o amor recíproco 

Cuidar dos detalhes 

Reinventar o amor 

Até o infinito 

Sem cessar no empenho 

Alguns meios para tornar o amor mais autêntico

Uma «afirmação jubilosa» 

«Afirmação afirmativa» 

A beleza de ser mãe 

«Negação afirmativa» 

Tu, somente tu

Toda a minha intimidade

O carinho dos pais transborda 

Amar-se para amar 

O amor entre os cônjuges, na raiz da harmonia familiar 

Que os pais se amem para educar os filhos! 

O maior inimigo do casamento e da família 

Perdoar e pedir perdão: a atitude mais «rentável» 

Pedir perdão, perdoar e esquecer 

Perdoar nos torna semelhantes a Deus 

3. São Josemaria e os filhos 

O borbulhar do Sangue de Cristo 

São Josemaria, um pai de verdade 

Nossos filhos são «antes» filhos de Deus 

Liberdade e confiança 

Libérrimos! 

Amor desprendido 

Confiança incondicional 

«Arriscar-se» na educação dos filhos 

Entrega 

O respeito dos pais aos seus filhos 

Vale a pena ter filhos? 

Não cortar as asas do amor 

Um reforço para o amor conjugal 

Origem de novas pessoas: dignas, únicas e irrepetíveis 

Colaboradores de Deus criador 

4. São Josemaria e a família: uma revolução no mundo 

A família, motor da mudança social 

Uma revolução pacífica 

Autênticas famílias, ligadas pelo carinho 

Pessoalmente, familiarmente 

«Possumus!» 

A pessoa nasce, se forja e «revive» na família 

Família, amor, pessoa 

Quando a família é forte 

Encher o lar de vida

Sístole e diástole 

Família e milícia

Na família e a partir da família 

A mulher, chave das chaves 

«Feminizar» o mundo 

Por inspiração divina 

No lar e a partir do lar 

As mulheres na politica

O coração da família e do mundo 

5. O «segredo» da felicidade

 

Introdução


Inicialmente este livro teria o seguinte título: A família à luz da vida e dos ensinamentos de São Josemaria Escrivá. Descartei-o por ser muito longo, apesar de resumir bem as características e a possível originalidade do conteúdo, além de ser chamativo. A ideia era destacar alguns traços fundamentais da família, tendo como referência não apenas nem principalmente o que Josemaria Escrivá disse ou escreveu sobre isso, mas sobretudo o que ele viveu pessoalmente.
Por ter sido um apaixonado ardente, São Josemaria pode servir de modelo para qualquer casal que quiser levar à plenitude a aventura do amor conjugal. No carinho sempre crescente que o Fundador do Opus Dei tinha para com Deus e Nossa Senhora, encontram-se inúmeros detalhes concretos com os quais alimentar e enriquecer o afeto mútuo que os esposos desejam alcançar.

Mas Mons. Escrivá, além de ser o chefe da sua família de sangue desde a morte do pai, foi também Pai de uma família sobrenatural e humana ao mesmo tempo. O modo como tratava os seus filhos é uma fonte segura de inspiração para descobrir os princípios mais profundos e as numerosas atitudes particulares com que se podem iluminar as relações entre pais e filhos, e o caminho mais adequado para educá-los e cooperar no seu desenvolvimento como pessoas.
Por fim, e também como consequência da missão que Deus tinha confiado ao Opus Dei – família e milícia, como gostava de dizer –, São Josemaria tinha muito claro o papel que corresponde à instituição familiar e a cada um dos seus membros na construção do que Paulo VI e João Paulo II chamaram de «civilização do amor». E também o papel de importância primordial que a mulher tem em tudo isso.
Desenha-se assim um quadro muito vivo e sugestivo do que a família deve ser nestes começos do terceiro milênio.

Contudo, o título em que pensei a princípio incluía também outra indicação básica. Não fala da família segundo a vida e os ensinamentos de São Josemaria, mas simplesmente à luz deles. Desse modo, quero indicar que a proposta é, tão somente, o que eu vejo depois de muitos anos tentando encarnar o espírito vivido e ensinado pelo Fundador do Opus Dei. Não se trata, portanto, do que se pode aprender dele, que excede muitíssimo o que está

recolhido nestas páginas, mas do núcleo do que eu consegui captar dessa riqueza, e também tal como eu o fiz.
Na verdade, até pensei em dar o título: A minha visão da família à luz... Porque é somente isso o que ofereço. Nem podia ser de outro modo. Ainda mais quando se trata de questões que afetam diretamente a vida, um conhecimento não é pleno senão na medida em que se encarna na existência de quem pretende se apropriar dele. E isso requer uma imprescindível e nem sempre consciente adaptação às circunstâncias pessoais, que forçosamente modificam a doutrina e muitas vezes a deformam e mutilam.
A isso se soma que nunca quis – porque seria impossível – esgotar o tema. O que apresento é um tipo de chave interpretativa mínima da família, apoiado em São Josemaria. Faço isso para que outros, mais inteligentes ou dotados de um amor mais penetrante, possam dar continuidade à tarefa e tirar proveito para as suas próprias vidas.

Por fim, tenho de expor outro motivo para justificar o atrevimento de publicar estas reflexões. Há alguns anos venho dedicando uma atenção especial a assuntos relacionados com a família: o casamento, o amor, a educação. Em muitos casos, percebia o quanto essas considerações deviam aos ensinamentos de Mons. Escrivá e procurei, pelo menos de forma genérica, registrar isso. Outras vezes, porém, não foi bem assim. Em mais de uma ocasião, descobri que uma ideia que me parecia original na verda10

de estava – pois havia aprendido dele – nas linhas e nos lábios de São Josemaria, e captada de modo muito mais profundo e melhor expressa, em comparação com o que aparecia nos meus escritos.
Como discípulo – talvez incompetente – do Fundador da Obra, isso me deu uma profunda alegria: em última análise, o que eu havia feito vida da minha vida e depois aflorava na minha mente não estava tão longe do que ele vivera e ensinara. Mas como universitário, essa descoberta gerou um certo mal-estar, e sobretudo a urgência de pagar, pelo menos tornando-a pública, a dívida contraída. Reconheço, portanto, com agradecimento, que o fio condutor do que escrevi sobre a família veio de Mons. Escrivá. E, por conseguinte, dele também veio tudo o que pode haver de útil nestas páginas. Na minha conta devem-se depositar apenas os erros e o empobrecimento da sua mensagem.

Do ponto de vista formal, procurei conjugar no corpo deste livro a profundidade do pensamento de São Josemaria com uma exposição relativamente simples e linear, reduzida aos aspectos mais fundamentais. Pode-se, pois, ler perfeitamente (e inclusive em alguns casos pode ser preferível, para melhor notar-se a linearidade do exposto) sem recorrer às notas de rodapé. Estas podem ter duas funções: fornecer exemplos das afirmações feitas no texto ou apontar possíveis desenvolvimentos da matéria no infindável arcabouço doutrinal de Mons. Escrivá em relação ao tema.

São Josemaria costumava dizer que todo afeto humano, se fundamentado no Amor de Deus, era também sobrenatural. É esse tom ao mesmo tempo divino e humano do amor que nos permite ter bem claro os princípios das relações familiares – o respeito à dignidade de filho de Deus dos seus membros, a preocupação pelo seu bem, etc. – e também descobrir a cada momento inúmeros gestos bem concretos de carinho para tornar mais agradável a vida daqueles que nos rodeiam.

Nesta obra, o filósofo Tomás Melendo trata de temas fundamentais para a família – o amor entre os esposos, a relação destes entre si e com os filhos, a importância do lar como ponto de apoio para todos os membros da família –, tendo como referência não apenas o que o Fundador do Opus Dei escreveu, mas também e sobretudo o que ele viveu.

Com abundância de testemunhos, o leitor encontrará aqui inspiração para que o seu lar seja luminoso e alegre, e assim capaz de irradiar essa alegria a outros lares e, finalmente, à sociedade inteira.
SKU 3156
Autor Tomas Melendo
Edição
Páginas 224
ISBN 9788574652320
Formato 14 x 21
Editora Quadrante

Quem Comprou, Comprou Também

De: R$ 40,00

Por: R$ 36,00

Ou até: 6x de R$ 6,00

ou R$ 36,00 à vista

Preços, produtos e condições de pagamento válidos exclusivamente para compras efetuadas no site, não valendo necessariamente para a loja física e televendas, sujeitos a alteração sem aviso prévio. Ofertas válidas durante o dia de hoje ou enquanto durarem nossos estoques para internet. Parcelamento em até 6x (sem juros) somente através de cartão de crédito para os produtos devidamente sinalizados e com parcela mínima de R$ 2. Vendas sujeitas à análise e confirmação de dados. Imagens dos produtos são meramente ilustrativas. Produtos sujeitos a entrega conforme disponibilidade em estoque.

Copyright 2015 www.quadrante.com.br - Todos os Direitos Reservados. Quadrante Editora CNPJ: 28.806.912/0001-74
Loja Virtual por

Trezo

  Carregando...